Quarta-feira, 25 de Abril de 2012

25 DE ABRIL, SEMPRE?!...

Um Presidente completamente "desencravado"
 
Poucos se lembrarão: decorria o ano se 1954 e os ofícios terminavam, obrigatoriamente, assim: “A Bem da Nação, no XXVIII ano da Revolução Nacional”.

A dita “revolução” era, nem mais nem menos que o movimento de 28 de Maio de 1926 o que, para os meus verdes quinze anos, nesse ano em que comecei a trabalhar para a Função Pública, tinha o mesmo significado que a batalha de São Mamede, a descoberta do caminho marítimo para a Índia, o envenenamento de Viriato, o desastre de Alcácer Quibir, ou outra coisa qualquer que referiam os livros escolares mas se passaram muito antes de eu ter nascido. Ou seja: não significava absolutamente nada… Só tinham, então, passado 28 anos desde que Gomes da Costa saíra de Braga, à frente de uma centena de militares.

Agora, passaram 38 anos desde que Salgueiro Maia enfiou Marcelo Caetano num Chaimite para lhe dar um bilhete de ida sem regresso para terras de Vera Cruz.

Isso quer dizer que, para metade dos portugueses, a Revolução dos Cravos é qualquer coisa tão longínqua como a batalha de Alcácer Quibir ou a corda ao pescoço dos filhos de Egas Moniz.

 

Uma deputada que não soube dar qualquer resposta porque estava nervosa... por não saber onde encontrar um cravo!... Pode vir a ser  até ministra da agricultura...
 

Por isso, não admira que as cerimónias tenham perdido fulgor e que até o Chefe do Estado se tenha esquecido que, se não tivesse sido esse momento mágico em que a censura e a Pide deram lugar a uma liberdade tal que até permitiu que Cavaco Silva seja hoje Presidente da República. Um Presidente que odeia cravos.

O mesmo Presidente que  há pouco mais de dois meses, se insinuava como sendo de centro-esquerda, perante a troça e a irritação dos candidatos de esquerda. Adiante!

Os discursos surpreenderam. Pela vacuidade. Todos eles. Para além de uma espécie de radicalização à esquerda de militares, Soares e outros menos “descarados”; para além do anúncio por parte dos socialistas, de uma próxima (?) ruptura democrática (que raio é isso?) o que se viu foi o empobrecimento do discurso político, sem ideias, sem propostas de qualquer orador. Espantou a fuga à referência aos verdadeiros assuntos que interessam ao esburgado povo português, por parte de Cavaco Silva, que se esqueceu que, no ano passado, “avisava” que este povo estava no limite dos sacrifícios e preferiu, este ano, fazer uma “oração de sapiência” sobre banalidades: sobre o "compromisso cívico para a inclusão social" (importa-se de repetir?), sobre a necessidade de “coesão do país”, sobre o valor dos portugueses no reconhecimento internacional das capacidades lusas, sobre sermos “credíveis” lá fora e sobre… cultura.

Cavaco não tinha mais nada para dizer? Não tinha avisos para fazer? Um discurso daqueles, qualquer aluno do “secundário” era capaz de escrever! Com a mesma inutilidade de palavras.

 

Este deputado estudou... Relações internacionais e Ciências Políticas. Não sabe nada da história moderna... Está mesmo talhado para primeiro ministro...
 

Mas hoje nem tudo foi mau. Pelo menos, a TVI prestou um bom serviço ao país, ao apresentar meia dúzia de questões a alguns “deputados da Nação” que revelaram um profundo desconhecimento sobre a História contemporânea e sobre o significado da Revolução de Abril. Fico a pensar: será que sabem ler e escrever?

 

Por sua vez, este não se recorda quem foram os primeiros ministros.... mas sabe que aquele que mais o marcou foi... o general Vasco Lourenço. Uma boa promessa para Ministro dos Negócios Estrangeiros. Ou qualquer outra coisa...
 

Obrigado, TVI, ficámos a saber quem são os “marmelos” que, em troca de chorudo vencimento, fazem as nossas leis e traçam os caminhos do nosso futuro!

E.G

Este blog não está interessado em aderir ao novo Acordo Ortográfico da Língua Brasileira. Por isso, escreve no que entende ser Português escorreito

Publicado por democracia-do-sul às 23:47
Link deste post | Comentar | Adicionar aos favoritos
|

*Mais sobre este blog

*EDITORIAL

Este blog será… aquilo que e os editores que me acompanham quisermos que seja. Não nos declaramos apartidários nem enfeudados. Também não nos rotulamos nem laicos nem místicos. Seremos, tanto quanto possível, observadores atentos e críticos; ácidos e ásperos, quando necessário. As nossas escolhas, a moral e a ética expressas serão aquelas que a nossa consciência, vontade e princípios o ditarem. “Democracia do Sul” será local de debate se os leitores assim desejarem, desde que usem regras de correcção e de respeito. Pomo-nos ao serviço da Região Algarvia, centrando- -nos principalmente no Concelho Louletano. Nosso farol será a Democracia; nossa “dama”, a República. ooooooooooooooooooooooooo - escreva-nos - escreva-nos democracia-do-sul@sapo.pt - escreva-nos ooooooooooooooooooooooooo

*Desde 27 de Fev. de 2012, já aqui andaram a navegar,

Website Hitwebcounter
leitores interessados, amigos ou simples curiosos

*pesquisar

 

*Novembro 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30


*Tempo que faz lá fora

Previsões e | mapas satélite
FASES DA LUA

*Tags

* todas as tags

*Os posts mais recentes

* RESGATE SIM, RESGATE NÃO,...

* QUE ESPERAVAM?

* ACREDITE:

* FAZ O QUE ELE DIZ !

* TAL COELHO, TAL SEGURO...

* VERDADEIRO EMBUSTE, ESTE ...

* ELEGIA DA INFRUTUOSIDADE ...

* DE QUE SERVE SER BOM ALUN...

* SOMOS UNS BANANAS!...

* A ESPERANÇA VIRÁ DE BARCE...

* ASSALTO AO «POTE» PELOS «...

* EMU - A MÁQUINA INFERNAL

* NÃO MATEM A ESPERANÇA!

* E ELE RI-SE, CARAMBA!

* APERTEM! APERTEM!...

*Os comentários recentes

Não estive lá mas contarão-me que a Jamila madeira...
Não, meu caro...O que defendemos é que deveríamos ...
Olá! Quer dizer que vocês apoiam que Portugal saia...
Realmente... sem palavras...
Miguel Relvas, na sua chico-espertice tradicional,...
Se os passos e relvas soubessem ingles ficava tudo...
Não pode ser. Este governo tem de cair e deve cair...
Porque voces não escreverão nada quando foi a mani...
Sabendo-se que o genro de Cavaco Silva comprou o P...

*Os posts mais comentados

*Links importantes

*Arquivos da «Democracia»

* Novembro 2013

* Novembro 2012

* Outubro 2012

* Setembro 2012

* Agosto 2012

* Julho 2012

* Junho 2012

* Maio 2012

* Abril 2012

* Março 2012

* Fevereiro 2012

Obrigado por ter visitado a «Democracia do Sul»
Pode ainda ler estes blogs interessantes